Vale a pena ter um berço desmontável e qual comprar?

burigotto-angel-5045-dobravel_600x600-PU613a2_1

 

Por que ter um berço desmontável? Logo no começo quando o Mateus nasceu senti a necessidade de ter um berço desmontável. Isso porque ele seria útil para o Mateus dormir tanto quando eu estivesse na casa da minha mãe como na minha sogra e para levar em viagens.

Mas vale a pena você ter um? Verifique se seu bebê dorme mesmo no berço (se ele dorme 99% das vezes no carrinho ou na cama com você, talvez não tenha necessidade). Se você não sai muito de casa e os hotéis que aceitam crianças geralmente tem estrutura como berço desmontável e banheirinha, só antes de ir tenha certeza disso e faça a reserva.

Particularmente não indico o uso do berço desmontável como chiqueirinho ou cercadinho. Acho que a criança se sente presa e atrasa o seu desenvolvimento, mas alguns médicos dizem que se usado com parcimônia e para situações pontuais (enquanto se faz algo na cozinha por exemplo que pode ser perigoso), não há problema.

Tomada a decisão de ter um berço desmontável, fiz uma grande pesquisa em algumas lojas pela internet para verificar um bom custo benefício. Obviamente a primeira coisa a se tomar cuidado é que o berço tenha o selo do Inmetro.

Outra questão importante é o berço ser leve, compacto, fácil de carregar e fácil de montar e desmontar. Não adianta muito procurar pelo conforto pois procurei e não achei. Todos eles tem um colchãozinho bem fininho e você pode optar por comprar um colchão mais grosso para o berço (eu fiz isso) e tem gente ainda que adapta um edredon para deixar o berço mais molinho. Só não podemos esquecer da questão da segurança com algo que não faz parte do berço onde o bebê pode se enroscar ou se afogar.

Quando o bebê é bem pequenininho, vale a pena os berços que sobem e descem, embora eu não tenha optado por esta opção. Era ruim abaixar para colocar o Mateus no começo, mas também dava certo.

Uma coisa que eu dispensei, até por custo, foram os trocadores e móbiles. Como é algo temporário você pode adaptar algo que você já tem e trocar na cama mesmo. Não vale a pena gastar por isso, até mesmo porque depois de um tempo o bebê não cabe mais no trocador mesmo.

Acabei optando pelo berço Burigotto Angel. Ele é um modelo bem simples mas prático de montar, carregar e atende bem a necessidade. Por ser simples também tem um ótimo custo benefício (foto acima). Achei que valeu a pena e o Mateus usa até hoje.

 

 

Deixe uma resposta