Síndrome mão, pé, boca

Um dos “bichos”  que o Mateus pegou ao entrar na escola foi o da doença chamada mão, pé, boca. Geralmente é notada porque a criança ou bebê param de comer com o surgimento de bolinhas na boca parecidas com a estomatite.

Logo aparecem as bolinhas na mãe e na boca principalmente mas podem se espalhar (como aconteceu com o Mateus) para áreas quentes do corpo como o tronco e embaixo do braço. Mas a grande concentração é mesmo nestas três áreas.

Mas o que é exatamente esta doença? Ela é causada por um vírus chamado coxsackie que habita o sistema digestivo e é da mesma família do vírus das estomatites (bolinhas doloridas que parecem aftas e atacam a mucosa da boca).

É uma doença mais comum em crianças e bebês até 5 anos que costumam pegar objetos e colocar na boca ou a própria mão e assim transmitem a doença.Outros sintomas são também febre, coriza, dor de garganta e falta de apetite como em uma gripe e depois de um aumento na febre aparecem as lesões.

Não há necessidade de um tratamento com remédios para o vírus. O tratamento geralmente é dado no sentido de aliviar a dor e o mal estar com anti-térmicos e até analgésicos em spray para a boca para facilitar a alimentação.

Como as feridas incomodam, deve se evitar dar alimentos ácidos ou muito quentes e de difícil mastigação. Nesta fase pior o importante é manter a criança bem hidratada e não deixá-la em contato com outras crianças.

No caso do Mateus foi bem rápido. Cerca de 48 horas a fase pior com as feridas.

Deixe uma resposta