Conjuntivite em bebês e crianças

 

Hoje lá fomos nós parar no PS depois de dois dias do Mateus estar com o olho vermelho. De manhã, cheguei a colocar uniforme nele, mas logo meu marido viu secreção nos olhos dele e resolvi deixar ele em casa para levá-lo ao médico.

Ainda bem que ele tem a conjuntivite viral, que é relativamente branda. Mas quais são os tipos e como se manifestam os diferentes tipos de conjuntivite? Como evitar e como reconhecer os sintomas? Vamos lá…

A conjuntivite é uma inflamação da membrana que cobre o nosso olho e a parte interna da nossa pálpebra. Esta inflamação pode fazer com que os olhos fiquem bem vermelhos, pode dar uma sensação de que tem um líquido mais grosso envolvendo o olho e soltar secreção formando casquinhas e ramelas.

A conjuntivite pode ser causada por uma reação alérgica, por um virus ou por uma bactéria e cada uma se manifesta de forma diferente e deve ser tratada de forma diferente. Normalmente a doença não é grave mas incomoda bastante, especialmente as crianças. Ela também é muito contagiosa, por isso é importante a higiene e evitar contato com outras crianças.

A conjuntivite viral normalmente vem acompanhada de sintomas como os do resfriado – tosse e coriza e costuma ser mais branda. Não tem muito o que fazer a não ser manter os olhos limpos com soro fisiológico e aguardar o ciclo do vírus passar.

A conjuntivite bacteriana é mais forte, deixa o olho mais vermelho e tem mais secreção, mas só um pediatra ou oftalmologista pode detectar qual é qual. Normalmente o médico receita um colírio antibiótico.

A conjuntivite alérgica começa com o contato da criança com alguma substância que provoque alergia (por exemplo pelo de gato). É importante identificar o que pode ter causado e evitar novos contatos. Este tipo de conjuntivite é tratado com anti-alérgicos via oral ou colírios.

Uma coisa importante que o médico orientou hoje é que é comum que uma conjuntivite mais branda como a viral se torne uma bacteriana por exemplo, pois a criança tem muito contato com o chão e com bactérias e pode levá-las ao olho. Por isso ainda mais importante a higiene das mãos regular.

O tempo seco costuma também ajudar no contágio de virus e bactérias por isso é comum ouvir falar em um aumento do número de casos durante o inverno ou em períodos mais secos.

Seu filho já teve algum tipo de conjuntivite? O que você fez? Conte pra gente…

Deixe uma resposta