Como planejar uma visita ao Wet ‘n Wild com crianças

Se você está procurando um programa divertido para fazer com as crianças agora no Verão, o Wet ‘n Wild é uma opção bem interessante. O parque fica na Rodovia dos Bandeirantes, km 72 em Itupeva – SP e é cheio de atrações para crianças de todas as idades.

Como todo parque é interessante se programar sobre o que levar e como programar a visita portanto resolvi contar um pouco da minha experiência aqui pois acredito que possa ajudar quem está pensando em ir.

Fomos no início de janeiro em um dia de semana (uma quinta-feira) e como juntou férias com um dia de sol o parque estava cheio mas não insuportável. As atrações que fomos com as crianças estavam agradáveis e as outras tinham filas mas nada absurdo.

A única fila chatíssima que peguei (uma hora) foi pra locação dos armários e pra quem quiser locar bóias também. Tentamos fazer a pulseira para não levar dinheiro no parque mas o sistema estava fora do ar. A fila é no sol e o parque tem poucos guichês, portanto tente chegar o quanto antes da fila, deixe alguém por lá enquanto o resto da turma já vai brincar.

Dica 1: Leve apenas o necessário – os armários são pequenos e caros mas também não tem como levar tudo com você porque você vai ficar preocupada enquanto está na água. Nós deixamos tudo no armário e acabávamos vindo buscar coisas toda hora. O parque tem muitas mesinhas próximas às piscinas então você pode fazer uma bolsa pequena sem itens de valor que pode deixar por ali.

Dica 2: Toalhas: não tem como ficar sem. Por mais que estivesse sol, a água estava bem fria e as crianças queriam toalha toda vez que saiam da água.

O parque tem duas grandes áreas para crianças pequenas. Uma é uma área da turma da Mônica  chamada “Hot Land” com piscina coberta e toboáguas pequenos. E a outra é um complexo de piscinas descobertas (Sunset Bay e Suntan Lagoon) que fica mais pro fundo do parque pros bem pequenininhos mesmo. Foi ali que o Mateus amou e não queria sair. tem cachoeira, toboáguas, escorregadores, tubos pra passar por dentro, muito legal.

Para os não tão pequenos assim, tem os tobogãs maiores, mas atenção pois a grande maioria exige altura mínima de 1,30 m. Como estávamos com os pequenos, acabamos ficando mais nas piscininhas mesmo.

Outras atrações que dá pra ir todo mundo são a piscina de ondas (Wave Lagoon) e o rio com as corredeiras (Lazy River) que dá pra relaxar e se deixar levar. Para estas duas atrações caso você queira precisa locar a boia na entrada do parque junto com os armários. Os valores não são altos mas é um negócio pra você ficar carregando, pegando e devolvendo então optamos por ir sem boia mesmo. Para os pequenos levamos as boinhas de braço e foi ótimo!

Dica 3: Se programe com o protetor solar, lá o sol é forte e a exposição direta. São poucos locais de sombra e você fica na água e se esquece. Então programe de levar o protetor com você ou de voltar ao armário de tempos em tempos para passar.

Alimentação:

O parque tem muitas opções de alimentação como lanches, pizza, churrasco, pipoca, sorvete, etc. Como estávamos com as crianças comemos cedo (por volta das 13 hs mas o horário de pico lá é por volta das 15 hs) e optamos pela pizzaria próxima aos armários. Não tivemos dificuldade para pedir nem para sentar na sombra, só demoraram um pouco para entregar (o bom é que foi feita na hora!) e achei o preço razoável.

Caso você queira é possível levar lanches como bolacha e biscoito de polvilho e eu até aconselho desde que seja algo resistente ao sol e ao calor pois pode quebrar um galho na hora da fome.

O estacionamento é pago nos guichês da entrada (onde se vende os ingressos) portanto se programe para pagar antes do horário de pico da saída pois os guichês ficam cheios.

Ingressos: Compramos pela internet no dia anterior ao passeio e conseguimos um valor melhor que o do guichê pois compramos um pacote família (cinco pessoas). Como estava uma época chuvosa optamos por pagar 10,00 a mais por um seguro chuva, que devolve seu ingresso em caso de chuva e fechamento do parque até as 16 horas.

Resumindo: O parque vale muito a pena para crianças de todas as idades. Mesmo os pequenos da idade do Mateus (2, 3 e 4 anos) aproveitam muito e se divertem.

Estas dicas foram úteis para sua visita ou planejamento? Então deixe comentários pra gente abaixo!

 

 

Deixe uma resposta